Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

esconder navegacao

estilo para links e listas

esconder rendimento e cooking time

Compartilhar Artigo
X
Benefícios

Confira as vitaminas que contribuem para o crescimento do seu filho

(0 comentário)

Vitaminas e Minerais para crescer.

segunda-feira, Maio 15th, 2017

Após os seis meses de aleitamento materno exclusivo, é o momento de iniciar a alimentação complementar. Ao final do primeiro ano de vida, o bebê estará com seu peso triplicado e seu comprimento aumentado em 50% em comparação ao peso e à altura de nascimento. Com tamanha velocidade de crescimento, dá para imaginar quão importante é o consumo adequado de nutrientes e quão vulnerável o bebê está aos erros e deficiências alimentares, que podem trazer importantes consequências a seu estado nutricional e a seu desenvolvimento físico e cognitivo.

 

O papel das vitaminas

As vitaminas mantêm o organismo em equilíbrio, aumentam a velocidade das reações químicas do nosso corpo e atuam na produção de hormônios. Proporcionalmente, as crianças de até 1 ano necessitam de até três vezes mais vitaminas do que os adultos, isto é, cada quilo de peso corporal dos bebês requer muito mais nutrientes em relação ao mesmo peso dos “marmanjos”.

A vitamina A é responsável pela integridade da pele e das mucosas. Tem um importante papel na acuidade visual e sua deficiência grave pode provocar cegueira noturna. A falta de vitamina A aumenta a suscetibilidade das crianças a infecções – uma vez que esse micronutriente atua no fortalecimento do sistema imune – e reduz o crescimento físico, pois participa da proliferação e da divisão celulares, além de regular a expressão do gene para a formação de colágeno.

O colágeno, uma espécie de gelatina, age na união e no fortalecimento dos tecidos do corpo, como ossos, músculos, pelos e vasos sanguíneos. A vitamina C participa da formação dessa proteína importante para o crescimento infantil.

A niacina, uma das vitaminas do complexo B, é essencial para a produção de energia. Quando a alimentação não é adequada, a criança pode desenvolver fraqueza muscular, perda de apetite e alterações de pele, decorrentes da falta da niacina.

 

Quais são os alimentos ricos em vitaminas?

A fontes de vitamina A vão desde os alimentos amarelo-alaranjados não ácidos, como mamão, pequi, caqui, manga, damasco, cenoura e abóbora, até as folhas verde-escuras, como espinafre e folha de mostarda, passando ainda pelos alimentos de origem animal, como carnes, fígado e gema de ovo, além do leite materno.

A vitamina C é facilmente encontrada em alimentos ácidos como tomate, abacaxi, laranja, limão, acerola, kiwi, morango e mexerica, além de caju e goiaba.

Quantidades significativas de niacina estão presentes na carne, especialmente a vermelha, no fígado, nos legumes, no leite, nos ovos, nos grãos de cereais e nos peixes.

Os alimentos fortificados também são ricos em vitaminas e podem contribuir para aumentar o consumo desses nutrientes.

Para garantir uma boa quantidade de vitaminas às crianças, é importante que a dieta seja variada e não se ofereçam apenas os alimentos preferidos pelos pequenos. Apresentar um alimento novo de 10 a 15 vezes, nas mais diversas formas de preparo, é uma estratégia interessante para ampliar o paladar infantil.


 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção à Saúde. Dez passos para uma alimentação saudável: guia alimentar para crianças menores de dois anos. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2010.

CHANDRA, R. K. Nutrition and the immune system: an introduction. Am J Clin Nutr. v. 66, p. 460S-3S, 1997.

COZZOLINO, S. M. F. Biodisponibilidade de nutrientes. 3ª ed. Barueri, SP: Manole, 2009.

EUCLYDES, M. P. Crescimento e desenvolvimento do lactente. In: EUCLYDES, M. P. (Ed). Nutrição do lactente. Viçosa, MG. p. 3-80, 2005.

QUEIROZ, D. et al. Deficiência de vitamina A e fatores associados em crianças de áreas urbanas. Revista de Saúde Pública. v. 47, n. 2, p. 248-256, 2013.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Departamento de Nutrologia. Manual de orientação para alimentação do lactente, do pré-escolar, do escolar, do adolescente e na escola. 3ª ed. São Paulo: Sociedade Brasileira de Pediatria, Departamento de Nutrologia, 2012.

SUSKIND, D. L. Nutritional deficiencies during normal growth. Pediatr Clin North Am. v. 56, p. 1035-53, 2009.

 

Ler mais

Faça Parte do Clube dos Meus Primeiros 1000 dias

Tranquilidade na maternidade a apenas um clique de distância. Faça parte.

  • Aprenda sobre nutrição no seu próprio ritmo
  • Experimente ferramentas práticas, feitas sob medida
  • Obtenha a ajuda e as respostas que você precisa, sem perda de tempo

Vamos Começar!

Conteúdo relacionado
Nestlé Mucilon Tradicional Milho
Produto

Mucilon Tradicional Milho

MUCILON®, o cereal infantil da Nestlé, contém NutriPROTECT+, uma combinação exclusiva Nestlé , de probiótico Bifidus BL®*e nutrientes essenciais como Zinco, Vitamina A, Vitamina C e Ferro de melhor absorção. Os probióticos tais como os lactobacilos, são micro-organismos vivos importantes em uma flora intestinal saudável.

É específico para complementar a alimentação de lactentes a partir do 6º mês e uma ótima opção para lanches intermediários. Faz bem e seu filho adora!

Mucilon Multicereais
Produto

Mucilon Tradicional Multicereais

MUCILON®, o cereal infantil da Nestlé, contém NutriPROTECT+, uma combinação exclusiva Nestlé , de probiótico Bifidus BL®*e nutrientes essenciais como Zinco, Vitamina A, Vitamina C e Ferro de melhor absorção. Os probióticos tais como os lactobacilos, são micro-organismos vivos importantes em uma flora intestinal saudável.

É específico para complementar a alimentação de lactentes a partir do 6º mês e uma ótima opção para lanches intermediários. Faz bem e seu filho adora!

Mucilon Arroz Aveia
Produto

Mucilon Tradicional Arroz e Aveia

MUCILON®, o cereal infantil da Nestlé, contém NutriPROTECT+, uma combinação exclusiva Nestlé , de probiótico Bifidus BL®*e nutrientes essenciais como Zinco, Vitamina A, Vitamina C e Ferro de melhor absorção. Os probióticos tais como os lactobacilos, são micro-organismos vivos importantes em uma flora intestinal saudável.

É específico para complementar a alimentação de lactentes a partir do 6º mês e uma ótima opção para lanches intermediários. Faz bem e seu filho adora!

Avaliações

0 comentário

Ainda não encontrou
o que você estava procurando?

Experimente o nosso novo e inteligente mecanismo de busca. Nós sempre teremos algo para você.